Healthtechs: um mercado em ascensão

healthtechs-um-mercado-em-ascensão

Durante a pandemia, o número de healthtechs no Brasil disparou 118%, conforme o relatório “Distrito HealthTech Report 2020”. O salto foi de 248 para 542 empresas no setor, na comparação entre 2020 e 2018.

Com soluções inovadoras de assistência à distância, como a telemedicina e a compra de medicamentos online, essas empresas tornaram-se as grandes protagonistas na luta contra a Covid-19.

Hoje a tecnologia já vem sendo implementada em tudo com o objetivo de melhorar a eficiência em todo o setor e tornar a experiência do paciente a melhor possível. E a tendência é que esse mercado siga crescendo ainda mais.

As empresas do ramo da saúde que se preocupam em conhecer e aplicar as healthtechs no seu empreendimento conseguem aproveitar as vantagens e acompanhar a transformação tecnológica no mercado.

Mas, ainda existem muita gente que desconhece o poder transformador dessas startups. Quer entender melhor esse mercado? Então, esta leitura é para você.

O que são healthtechs?

As healthtechs são startups com foco em desenvolver soluções tecnológicas para o setor médico. Em outras palavras, são empresas que desenvolvem tecnologias para otimizar o sistema de saúde e tudo que está relacionado a ele.

Esses modelos de negócio apresentam características distintas do restante do mercado. Isto é, precisam apresentar melhoria para a oferta dos serviços de saúde, facilidade para replicar suas ideias, além de, sobretudo, possuir um diferencial inovador.

Para que servem as healthtechs?

Com uma área de atuação bem abrangente, as healthtech oferecem otimização dos serviços de saúde.

Assim, atuam na modernização de clínicas e hospitais, gestão de entidades públicas, consultórios médicos inteligentes, tecnologias avançadas para exames, bem como, autocuidado e autoatendimentos.

Além disso, uma healthtech utiliza de tecnologias como: inteligência artificial, computação na nuvem, data analytics, e soluções mobile.

Dessa forma, oferecem soluções para otimizar o setor, proporcionando mais flexibilidade para o mercado e para a sociedade. Afinal, são capazes de encurtar a barreira entre cidadão e serviço médico de qualidade.

No Brasil entre as categorias em atuação estão:

  • Acesso à informação: portais e conteúdo educativo, fitness, bem-estar, planos de saúde;
  • AI & Big Data: aI & robótica, big data e analytics;
  • Farmacêutica e diagnóstico: e-commerce, pesquisa farmacêutica, genômica, exames;
  • Gestão e PEP: prontuário eletrônico, gestão hospitalar, gestão clínica, atestados, laudos e prescrições;
  • Medical devices: equipamentos e 3D;
  • Pacientes: engajamento de paciente,terapias digitais e comunicação;
  • Marketplace: marketplaces de oferta própria e de terceiros e clínicas populares;
  • Telemedicina: teleatendimento, telediagnóstico e telemonitoramento;
  • Wearables e IOT: wearables e sensores de saúde.

Qual a sua importância para o setor da saúde?

O setor de healthtechs tem contribuído para uma acelerada transformação no mercado da saúde. Entre as principais áreas de desenvolvimento dessas empresas estão a prevenção, a gestão, o diagnóstico e o tratamento.

Além disso, o segmento tem se mostrado imprescindível para as empresas que atuam na saúde e buscam inovação. Por meio da tecnologia, essas startups contribuem para o aumento do engajamento, a melhora das experiências e ainda reduzem custos, tudo de forma sustentável.

Contudo, suas inovações e ferramentas são capazes de implementar e modernizar a gestão, os tratamentos e os atendimentos médicos. Assim, proporcionando mais bem-estar e o apoio ao paciente.

Conforme um levantamento do Conta-Satélite de Saúde Brasil, feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as startups de saúde estão entre os principais avanços tecnológicos. E, com o suporte da tecnologia e inovação, atuam nos mais diversos segmentos como:

  • IA & Big Data aumentam a eficiência dos processos gestão preditiva;
  • Inteligência artificial facilitam o suporte rápido de máquinas e algoritmos para coletar, armazenar ou cruzar dados;
  • Reconhecimento de imagens, faces e voz;
  • Identificação facial e por voz;
  • Monitoramento de sensores;
  • Relógios e pulseiras inteligentes;
  • Realidade virtual;
  • Nanotecnologia;
  • Robótica;
  • Softwares de comunicação;
  • Telemedicina.

Aliás, aproveite e entenda também o mercado de HR Techs.

Cresça nesse mercado com grandes referências

Fique por dentro de todas as tendências e acompanhe esse mercado promissor com o PUCRS Online.

Aqui você pode se aprofundar em qualquer área do conhecimento e ao lado dos maiores nomes da sua área no mercado e na academia.

Então, conheça os cursos de pós-graduação e MBA que podem aprimorar suas competências de forma permanente e significativa:

Aqui você é protagonista da sua jornada de aprendizagem. Escolha quando e onde aprender com as maiores referências do mercado.

Matricule-se agora e chegue mais longe com o PUCRS Online.

Comentários 0