Computação em Nuvem: conceito e benefícios

Computação em Nuvem conceito e benefícios

O que é Computação em Nuvem? É um método de gerenciamento de recursos de tecnologia da informação que substitui a presença de máquinas locais e centros de processamentos de dados por uma infraestrutura virtual.

Assim, essa infraestrutura é ofertada por empresas e provedores remotos que disponibilizam recursos de computação, rede e armazenamento disponíveis online.

Por isso, existe uma série de vantagens que estão relacionadas a utilização desses serviços, entre elas a redução do custo de investimentos iniciais em equipamentos de informática.

Porque implantar Computação em Nuvem

Conheça 7 razões que explicam porque as organizações estão adotando os serviços desse gênero:

1. Custo

Ela elimina o gasto de capital com a compra de hardware e software, configuração e execução de datacenters locais. O que inclui racks de servidores, disponibilidade constante de eletricidade para energia e refrigeração, bem como especialistas de TI para o gerenciamento da infraestrutura.

2. Velocidade

Grande parte desses serviços é fornecida por autosserviço e sob demanda, para que até quantidades de recursos de computação sejam provisionadas em minutos. Assim, fornece às empresas flexibilidade e alivia a pressão do planejamento de capacidade.

3. Escala global

Os benefícios dos serviços de computação em nuvem incluem a capacidade de dimensionamento elástico. Isso significa fornecer a quantidade adequada de recursos de TI sempre que necessário e na localização geográfica correta.

4. Produtividade

Datacenters locais normalmente exigem pilhas de equipamentos e implementações, como configuração de hardware e correção de software. A computação em nuvem remove a necessidade de muitas destas tarefas, a fim de que possam investir seu tempo em outras atividades.

5. Desempenho

Os maiores serviços de computação em nuvem são executados em uma rede mundial de datacenters seguros, atualizados regularmente com hardware de computação rápidos e eficientes. Isso oferece benefícios em um único datacenter corporativo, incluindo latência de rede reduzida para aplicativos e mais economia de escalonamento.

6. Confiabilidade

A computação em nuvem facilita e reduz os custos de backup de dados, recuperação de desastre e continuidade dos negócios, já que os dados podem ser espelhados em diversos sites redundantes na rede do provedor em nuvem.

7. Segurança

Muitos provedores em nuvem oferecem amplo conjunto de políticas, tecnologias e controles que fortalecem sua segurança. Isso ajuda na proteção de dados, bem como aplicativos e infraestrutura contra ameaças.

Modelos de Implantação e tipos de Serviços em Nuvem

Conheça alguns dos principais serviços e modelos de implantação da computação em nuvem e familiarize-se com alguns termos que envolvem essa tecnologia:

Modelos de implantação

Embora já existam outros modelos, as três principais formas de implantação de sistemas de computação em nuvem consistem em:

  • Nuvens Públicas: infraestrutura mantida, gerenciada e pertencente a um provedor. Por exemplo, a Amazon Web Services ou a Microsoft Azure. Entre algumas vantagens, estão a capacidade de expansão dos serviços sob demandas específicas e a relação custo benefício em termos de usabilidade. Isto é, quem usa menos, paga menos.
  • Nuvens Privadas: infraestrutura construída exclusivamente para um usuário. Elas, geralmente, funcionam com o auxílio de firewalls, sendo hospedadas em centros de processamento de dados personalizados, onde o usuário detém controle total sobre as aplicações e como elas são implementadas na nuvem. É uma alternativa para quem requer controle de dados.
  • Nuvens Híbridas: combina os dois modelos listados acima. Isto é, suas vantagens estão ligadas ao fato de que podemos aproveitar tanto os recursos de segurança para proteção de dados quanto os de capacidade de expansão para flexibilidade de serviços.

Tipos de serviço

  • Infraestrutura como Serviço (IaaS): É a forma mais básica de computação na nuvem. Oferece serviços como espaço em servidores, armazenamento de dados e rede. Ou seja, é o modelo mais semelhante a funcionalidade dos sistemas tradicionais de centros de processamento de dados.
  • Software como Serviço (SaaS): São projetados para usuários finais. Dessa forma, incluem infraestrutura e softwares diversos e uma abrangente funcionalidade em termos de gestão e utilização.
  • Plataforma como Serviço (PaaS): Oferece um ambiente completo de desenvolvimento, de modo que os desenvolvedores possam criar e hospedar aplicativos online.

Como fazer uso da Computação em Nuvem nos negócios

As primeiras experiências no Brasil datam 2001, mas o acesso comercial com maior vigor começou em 2008. Entretanto, ganhou grande amplitude a partir de 2012.

Os primeiros serviços de computação em nuvem têm somente uma década, mas diversas organizações estão os adotando por diversas razões. Então, conheça algumas delas:

  • Crie aplicativos nativos da nuvem
  • Testar e criar aplicativos
  • Armazenar, fazer backup e recuperar dados
  • Analisar os dados
  • Transmitir áudio e vídeo
  • Inserir inteligência
  • Fornecer software sob demanda

Além disso, leia o artigo “Como a IA encontrou espaço em meio à pandemia?”

Você deve ter percebido com este artigo que a Computação em Nuvem é uma aliada para os negócios prosperarem. Prepare-se para conduzir e protagonizar as mudanças que a transformação digital provoca.

Conheça o MBA em Transformação Digital e Futuro dos Negócios do PUCRS Online. Matricule-se e aprenda a usar as mais diversas tecnologias.

Afinal, você tem aulas com professores que vivem a transformação digital em grandes empresas e instituições, como Singularity, Hyperloop e Microsoft.

Em 2021, invista em você, no seu desenvolvimento pessoal e profissional. Seja PUCRS Online.

Comentários 0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *