Quem é Adrian Raine

Adrian Raine é o primeiro cientista a usar neuroimagem para estudar o cérebro de assassinos.

O psicólogo britânico Adrian Raine passou quatro anos em duas prisões de alta segurança na Inglaterra, trabalhando como psicólogo penitenciário.

Ele é conhecido por sua pesquisa sobre as causas neurobiológicas e biossociais do comportamento antissocial e violento em crianças e adultos, sendo o primeiro cientista a usar neuroimagem para estudar o cérebro de assassinos.

Seu livro de 2013, “Anatomia da violência”, ganhou o Prêmio Literário Athenaeum daquele ano. Além disso, é autor de outros dois livros, “The psychopathology of crime”, de 1993 e “Psychopathy: an introduction to biological findings and their implications”, lançado em 2014.

Currículo de Adrian Raine

Raine é bacharel e mestre em Psicologia Experimental, pela Universidade de Oxford, na Inglaterra. Além disso, é PhD em Psicologia, pela Universidade de York, também na Inglaterra.

Foi nomeado professor de Ciências do Comportamento no Departamento de Psiquiatria da Universidade de Nottingham, em 1984 e, em 1986, tornou-se diretor do Projeto de Saúde Infantil das Maurícias.

Hoje, Raine ocupa a cadeira de professor de Criminologia e Psiquiatria no Departamento de Criminologia, da Escola de Artes e Ciências, e no Departamento de Psiquiatria, da Escola de Medicina, da Universidade da Pensilvânia, nos EUA.

Atualmente, também é professor convidado dos cursos de pós-graduação do PUCRS Online:

Área de interesse

Neurocriminologia, uma nova disciplina da Criminologia, que aplica técnicas de Neurociência para investigar as causas e curas do crime.

Comentários 0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *